terça-feira, 6 de outubro de 2009

Um passeio pela ExpoMusic

É claro que eu devia ter levado a máquina fotográfica pra ExpoMusic, mas quem disse que eu lembro disso? Mesmo assim, vou escrever sobre o tanto de gente com quem falei e com quem andei aprontando coisas.

Pra começar, passei um bom tempo no estande da Odery (que estava muito legal, os novos acabamentos estão ótimos!) e conversei com um monte de gente por lá. Um dos primeiros foi a lenda Gel Fernandes. Ele viu os pratos UFIP e disse que acredita ter sido o primeiro a trazer um daqueles pratos pro Brasil, comprado em Nova York nos anos 80.

Outro que passou por lá foi Beto Preah, que me entregou seu novo trabalho, o CD "Yanomame". Quase conseguimos gravar uma matéria! Ah, essa semana de feira... O novo CD é muito interessante pros bateristas que gostam da música brasileira, e Beto timbra seu instrumento muito bem.

Fui jurado em uma das etapas do Batalha de Bateras, que rolou no estande da Orion. Junto comigo, estiveram Fábio Schneider e Amilcar Christófaro. Nos espantamos com o nível dos participantes. Sem brincadeira: assisti um jovem de uns dez anos deidade e, ao fim de sua apresentação, meu único comentário foi "Meu Deus, ele já toca mais do que eu!".

Ainda no estande da Orion, e pra desespero da Laura, gastei um tempo conversando com Chico Medori (que é um tipo off-line, mas foi um dos grandes músicos de estúdio dos anos 70 e 80, tocou no Medusa e é parte da nossa história) e Alex Paulista (da banda Brasil Papaya)

O Fábio Schneider também me manteve em contato com o pessoal do estande da C.Ibañez, que estava uma verdadeira festa gaúcha. Só faltava uma cuia de chimarrão rodando. Por ali passaram Luke Faro, que me entregou o CD do grupo Xquinas, que sairá em breve em DVD, e tive bastante tempo pra conversar com Jean Montelli. O que temos em comum? O fato de que ambos achamos Pat Torpey um batera absurdo!

O clã Montenegro também esteve por lá. Conversei com o Zé Montenegro, e estamos armando uma matéria com ele pra breve. Aguardem, vai ser uma aventura e tanto! E tive o prazer de conhecr um sobrinho do Zé, Marcelo Montenegro, que esteve fora do Brasil mostrando nossa música e agora está de volta e com tudo.

Também estive num evento paralelo à feira com Alexandre Aposan (Oficina G3) e Rodrigo Oliveira (Korzus), para o lançamento da linha de baterias da Prime Music e a mostra dos pratos Meinl, que eles trazem novamente ao Brasil.

Também tive o gosto de encontrar Christiano Rocha e Vlad Rocha, fazendo o trabalho de que mais gostam pelos corredores da feira. Espero que tenham se divertido! lol!

Isso sem contar todo aquele pessoal que encontramos pelos corredores da feira e nem sempre temos o tempo de conversar. E a lista é grande: Nina Pará, Elóy Casagrande, Paulo Zinner, Jorge Anielo, Mauro Tarakdian, Fabiano Manhas... Ah, eu vou esquecer alguém, então é melhor parar!

Nenhum comentário: